E-mail

br.pinterest.com/RReceitasM/

WhatsApp

visite br.pinterest.com/RReceitasM/

Alecrim!

Combata estas 5 Doenças com Alecrim!

Combata estas 5 Doenças com Alecrim!

10/09/2019 17h54
Por: portaldamulher
108
 

 O Alecrim é um planta aromática e se dá muito bem nos climas tropical, temperado e mediterrâneo. Essa pequena erva, além de ótimo tempero (experimente temperar carnes com ela), é poderosa para o corpo e a mente.

Os benefícios são tantos que ninguém deveria dispensá-la. No artigo de hoje vou falar sobre 5 doenças que o Alecrim pode ajudar a curar, de forma natural!

1. Ansiedade

O alecrim é capaz de tranquilizar uma mente agitada, além de garantir uma sensação revigorante. Você apenas tem que esfregar a plantinha entre os dedos e inalar o delicioso aroma.

2. Câncer

O alecrim contém poderosos antioxidantes que protegem o corpo contra os radicais livres. Para quem não sabe, esta erva possui ácido rosmarínico, ácido carnosol e de ácido ursólico, que são conhecidos antioxidantes com propriedades anticancerígenas.

3. Asma

Ele contém propriedades anti-inflamatórios e pode ajudar em tratamentos para aliviar asma, eczema, artrite, gota e outras condições.

4. Alzheimer

O alecrim aumenta o fluxo sanguíneo na cabeça e estimula o sistema nervoso central. Além disso, a erva é conhecida por melhorar a memória.

E o melhor: ela contém compostos que impedem a degradação da acetilcolina, que é um importante neurotransmissor para proteger a memória e prevenir doenças como Alzheimer.

 
 

5. Fadiga Adrenal

A planta tem a capacidade de combater a fadiga adrenal e o estresse, uma vez que acalma os hormônios. Isso é ótimo, pois hoje a maioria das pessoas vive em constante estado de tensão.

Devido a isso, nosso corpo pode experimentar os danosos efeitos do hormônio cortisol. Neste caso, o alecrim, juntamente com ervas como lavanda, tem a incrível capacidade de reduzir os níveis de cortisol no corpo. 

Como Preparar o Alecrim para Evitar Doenças

Agora você deve estar querendo saber como pode desfrutar de todos esses benefícios, não é mesmo?

Existem quatro possibilidades:

– Óleo essencial

Muitas pessoas adoram o aroma intenso do óleo essencial de alecrim e o usam como um poderoso tratamento na aromaterapia.

No entanto, deve-se evitar na gravidez.

– Infusão (chá)

O chá de alecrim é muito especial!

 

Além de saboroso, tem grandes virtudes terapêuticas.

Basta colocar um pouco de alecrim fresco em uma xícara de água quente por cerca de dez minutos.

Se você tiver um bule de chá, basta derramar a água fervente na erva fresca e depois beber.

É aconselhável esmagar algumas das folhas antecipadamente, para que você possa obter um sabor mais rico e absorver melhor o óleo.

– Tempero

O alecrim pode ser usado fresco ou seco em sopas, ensopados e vários pratos.

– Álcool de alecrim 

O álcool de alecrim deve ser feito preferencialmente com alecrim fresco, recém-colhido. Você pode fazer com a erva seca, porém o produto obtido será menos concentrado.

 

Para fazer o álcool de alecrim, basta colocar alguns ramos de alecrim numa garrafa de vidro e cobri-los com álcool 70°(vende-se em farmácias). Deixe descansar 15 dias em um lugar escuro.

Agite o vidro todos os dias.

O tempo de maceração pode ser maior, há quem prefira deixar 40 dias, para deixar a preparação ainda mais concentrada de princípios ativos da planta, porém 15 dias já é um bom tempo.

Passado o tempo da maceração, coe/filtre o álcool, coloque-o em um vidro e bem fechado, protegendo-o da luz e do calor excessivo.

O álcool de alecrim deve ser feito preferencialmente com alecrim fresco, recém-colhido. Você pode fazer com a erva seca, porém o produto obtido será menos concentrado.

Para fazer o álcool de alecrim, basta colocar alguns ramos de alecrim numa garrafa de vidro e cobri-los com álcool 70°(vende-se em farmácias). Deixe descansar 15 dias em um lugar escuro.

Agite o vidro todos os dias.

O tempo de maceração pode ser maior, há quem prefira deixar 40 dias, para deixar a preparação ainda mais concentrada de princípios ativos da planta, porém 15 dias já é um bom tempo.

Passado o tempo da maceração, coe/filtre o álcool, coloque-o em um vidro e bem fechado, protegendo-o da luz e do calor excessivo.

O álcool de alecrim deve ser feito preferencialmente com alecrim fresco, recém-colhido. Você pode fazer com a erva seca, porém o produto obtido será menos concentrado.

Para fazer o álcool de alecrim, basta colocar alguns ramos de alecrim numa garrafa de vidro e cobri-los com álcool 70°(vende-se em farmácias). Deixe descansar 15 dias em um lugar escuro.

Agite o vidro todos os dias.

O tempo de maceração pode ser maior, há quem prefira deixar 40 dias, para deixar a preparação ainda mais concentrada de princípios ativos da planta, porém 15 dias já é um bom tempo.

Passado o tempo da maceração, coe/filtre o álcool, coloque-o em um vidro e bem fechado, protegendo-o da luz e do calor excessivo.

O álcool de alecrim deve ser feito preferencialmente com alecrim fresco, recém-colhido. Você pode fazer com a erva seca, porém o produto obtido será menos concentrado.

Para fazer o álcool de alecrim, basta colocar alguns ramos de alecrim numa garrafa de vidro e cobri-los com álcool 70°(vende-se em farmácias). Deixe descansar 15 dias em um lugar escuro.

Agite o vidro todos os dias.

O tempo de maceração pode ser maior, há quem prefira deixar 40 dias, para deixar a preparação ainda mais concentrada de princípios ativos da planta, porém 15 dias já é um bom tempo.

Passado o tempo da maceração, coe/filtre o álcool, coloque-o em um vidro e bem fechado, protegendo-o da luz e do calor excessivo.

Conclusão: Alecrim é uma erva mágica!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias